Sobre o Nosso Inglês

O Nosso Inglês nasceu com muito cuidado pedagógico e estrutura de ensino. O objetivo é desenvolver conteúdo mastigado em um material organizado, para que as pessoas possam aprender com eficácia, conseguir se comunicar de maneira básica, desenvolver diálogos e estabelecer conversas em até 3 meses de aulas, mesmo que não saiba absolutamente nada.

Com flexibilidade de horários, você pode montar seu próprio plano de estudos, ainda que só tenha 10 minutos por dia para estudar. Mas, claro, quanto mais tempo puder se dedicar, mais rápido será o seu resultado.

Contudo, não ter muito tempo disponível não é mais uma desculpa válida. Além disso, há também os que não gostam de cursos presenciais, seja pelo preço elevado, timidez ou métodos de ensino em grupo.

Entretanto, o Nosso Inglês defende que todos podem aprender inglês, independentemente de idade, personalidade ou condição social. Porém, não há nenhuma mágica. É preciso dedicação diária e exposição à língua. Há diversas formas para isso. E o Nosso Inglês pode (e quer) te ajudar!

Quem são as fundadoras do Nosso Inglês?

Georgia Somenzari sempre gostou muito de música. Na adolescência, adorava procurar a tradução de letras cantadas em inglês. Assim, quando entrou na escola de idiomas, já tinha muitos conhecimentos e pulou alguns níveis. Estudou por anos e concluiu o curso.

Entretanto, na hora de escolher o que fazer na faculdade, optou por Moda. Mas o inglês estava em seu destino. Foi chamada por uma colega para dar aulas em uma escola que precisava urgentemente de um professor. Apesar de não ter experiência, aceitou o desafio. E, mesmo sem pretensões no início, acabou se apaixonando pela área de educação.

Terminou a graduação, mas já não queria mais seguir na área de moda. Neste momento, estava convencida de que queria continuar a dar aulas de inglês. Por isso, fez duas pós-graduações, uma em Tradução e outra em Língua Inglesa. Georgia diz que seu maior desafio como professora foi aprender a lidar com os diferentes estilos de aprendizagem e necessidades dos alunos dentro de uma mesma turma.

A ideia de criar um curso on-line nasceu após perceber que o acesso é mais abrangente pela flexibilidade que proporciona: “um curso on-line se adapta às necessidades de quem o faz. O aluno pode fazer em mais ou menos tempo, onde tiver disponibilidade, no seu ritmo, estudando da forma que dá mais certo para ele”.

Sueli Porteiro gostava de inglês desde criança, mas não tinha condições financeiras para estudar em uma escola de idiomas. Também tinha o sonho de ser professora, pois acreditava que ensinando poderia transformar a vida das pessoas.

Dessa forma, escolheu fazer Letras na faculdade. Nessa época, começou a trabalhar em um banco e realizou, aos 20 anos, outro sonho: o de estudar inglês. Passou a dar aulas logo depois de se formar e diz que a profissão trouxe um mundo de descobertas e desafios.

“Transmitir conhecimento é papel fundamental do professor, mas essa tarefa não é difícil se comparada à de motivar alunos que não se sentem capazes ou que não têm interesse em aprender o idioma”, afirma. Começou, então, a se aprofundar em leituras e pesquisas para entender o papel da motivação no aprendizado de inglês.

Foi nesse primeiro emprego que conheceu Georgia e, desde então, já trabalharam juntas inúmeras vezes. O pensamento em comum sobre as dificuldades dos alunos em relação à língua inglesa as uniu novamente. Dessa vez, para montar um curso on-line, que torne o acesso e o ensino muito mais abrangente.

“Muitas pessoas não querem se expor diante de outros alunos por acharem que são menos capazes do que os demais. Já outros não dispõem de tempo suficiente para frequentar as aulas em horários rígidos. O curso de inglês on-line proporciona flexibilidade em termos de horário, além de permitir ao aluno que crie as suas próprias regras no processo de aprendizagem”, diz Sueli.

Conselho delas:

Sueli Porteiro: “Mantenha contato com o idioma diariamente e procure saber sempre mais, isto é, seja curioso! Dedicação é fundamental para obter bons resultados. Aula dada, aula estudada! Não existem milagres quando se trata de falar um outro idioma, é necessário dedicação diária. Acima de tudo, faça do momento de aprendizagem uma viagem prazerosa. Por exemplo, pesquise sobre a cultura de países onde o inglês é a língua nativa, ouça músicas em inglês e pesquise vocabulário que seja relacionado ao que você gosta de fazer”.

Georgia Somenzari: “Tenha disciplina e dedicação, retome sempre o que não está claro, não perca oportunidades de usar o que aprendeu e não se limite ao curso para aprender. Há muito conteúdo em inglês disponível na internet, como filmes e músicas”.